As Cruzadas

As causas das Cruzadas em documentos

Documento I:

“Dos confins de Jerusalém e da cidade de Constantinopla graves notícias, repetidas vezes, chegaram a nossos ouvidos. Uma raça oriunda do Reino dos Persas, uma raça maldita, uma raça totalmente alheia a Deu... invadiu com violência as terras dos cristãos e as despovoou pela pilhagem e pelo fogo. Levaram para sua própria terra parte dos cativos e outra parte deles mataram com torturas cruéis. Das igrejas de Deus destruíram umas e ocuparam outras para as práticas de sua religião... Que os ódios desapareçam entre vós, que terminem vossas brigas, que cessem as guerras e a adormeçam as desavenças e controvérsias. Entrai no caminho que leva ao Santo Sepulcro; arrancai aquela terra da raça malvada para que fique em vosso poder. É a terra na qual, disse a Escritura, escorre leite e mel ... Jerusalém é o centro do mundo; sua terra é mais fértil do que todas as outras ... Quando um ataque for lançado sobre o inimigo, que um só grito seja dado pelos soldados de Deus: '‘Deus o quer, Deus o quer'!” Urbano II in: Delgado de Carvalho, Cruzadas.

a) Esse depoimento do Papa Urbano II incentiva as pessoas a irem para que local?
Incentiva para ir a Jerusálem no Santo Sepulcro de Jesus Cristo.
b) Quais as vantagens religiosas que o Papa promete aqueles que lutarem?
Realizar a vontade de Deus, pois ele afirma: "Deus o quer, Deus o quer!".
c) O Papa cita alguma vantagem do território a ser conquistado? Justifique:
A terra a ser conquistada (Jerusálem) é muito fértil e cita a escritura (Bíblia) afirmando que nela escorre leite e mel.
Documento II:
A todos os que partirem e morrerem no caminho, em terra ou mar, ou que perderem a vida combatendo os pagãos, será concedida a remissão dos pecados. Que combatam os infiéis os que até agora se dedicaram a guerras privadas, com grande prejuízo dos fiéis. Que sejam doravante cavaleiros de Cristo os que não eram bárbaros os que se batiam contra seus irmãos e seus pais. Que recebam as recompensas eternas os que até então lutavam por ganhos miseráveis. Que tenham uma dupla recompensa os que se esgotavam em detrimento do corpo e da alma. A terra que habitam é estreita e miserável, mas no território sagrado do oriente há extensões de onde jorram leite e mel (...)"
Apelo do Papa Urbano II. IN: Franco Jr, H. As Cruzadas. São Paulo: Brasiliense, 1981, p.26-7.
a) Como era a terra que o Papa promete as pessoas?
A terra sagrada do oriente (Jerusálem) há extensões de onde jorram leite e mel, ou seja, são férteis.
b) Como era a terra das pessoas na Europa, segundo o Papa?
A terra (Europa) que habitam é estreita (pequena) e miserável (faltam alimentos).


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário