O Crescente Fértil- click no mapa para aumentá-lo!

5ª série- entregar a atividade no dia 10 de maio.
Atenção! Copiar no caderno a pergunta do lado do mapa.

Documento I




Documento II

“A agricultura e a criação de gado contribuíram para o aumento populacional da aldeia neolítica e levaram a expansão dos cultivos e das pastagens. Mas essa expansão não garantia aos agricultores-criadores a segurança de terem alimento suficiente. Alterações climáticas (chuvas torrenciais ou secas prolongadas) pragas e doenças devastavam os cultivos, matavam o gado e traziam a fome por meses ou anos seguidos. Para prevenir os momentos difíceis, era preciso produzir alimentos além do necessário. Para isso, foram criadas novas técnicas e instrumentos.”
(DOMINGUES, Joelza. História em documento. São Paulo: FTD, p.54)
Atenção! Copiar as lacunas e as frases abaixo no caderno. 

(   ) De acordo com o documento I todas as áreas foram ocupadas ao mesmo tempo.
(   ) O “crescente fértil” foi uma das últimas áreas a sofrer a ocupação humana.
(   ) De acordo com os dois documentos, a agricultura foi a única atividade desenvolvida no crescente fértil.
(   ) Esses povos viviam tranquilos, pois bastava ter um rio que as atividades agrícolas sempre eram prósperas.
(   ) A agricultura exigia a invenção de técnicas de plantio e de instrumentos como a enxada.

Para o dia 24 de maio (Documentos III e IV)


Documento III

As cartas representam a nobreza de um povo importante da Mesopotâmia. Esse povo se notabilizou por suas atividades na região onde criaram cidades.

Copie as perguntas e responda em seu caderno:
a) Que povo era esse?
b) Em que atividade eles se destacaram?
c) Quais cidades eles fundaram?

Documento IV

Os textos mesopotâmicos eram escritos em plaquetas de argila com uma cunha de junco, daí o sistema da escrita ser chamada de cuneiforme. Observe na parte superior da plaqueta o texto em escrita cuneiforme; na parte inferior, há uma espécie de mapa do mundo, com a Babilônia ao centro. Hoje faz parte do acervo do Museu Britânico em Londres.


Copie as perguntas e responda em seu caderno:
d) Você acha certo essa plaqueta estar em poder do Museu Britânico? Por quê?
e) Qual o povo que desenvolveu a escrita cuneiforme?

Documento V

Quando Anu, o sublime, o rei dos deuses, e Entil, dono do destino do país, deram ao Deus Marduk o poder supremo sobre todos os homens e, quando criaram a sublime Babel e a fizeram poderosa no Universo, naquele dia Anu e Enlil pronunciaram o meu nome, para alegrar os homens, Hamurábi, o príncipe piedoso, adorador dos deuses, para fazer justiça na Terra, para eliminar o mau e o perverso, para que o forte não oprima o fraco, para, como o sol, levantar-se sobre o povo de cabelos negros e iluminar o país.
Eu sou Hamurábi, aquele que acumula opulência e prosperidade, conquistador dos quatro cantos da terra, (...) aquele que supriu seu povo com a água, que amontoou riquezas para Anu e Ishtar, aquele que encheu de abundância os templos, que executou com exatidão os grandes ritos da deusa Ishtar, aquele que conhece a sabedoria, que aumenta as terras cultivadas e que enche os celeiros, aquele que procura pastagens e lugares de água, aquele que prende o inimigo, aquele que protege o povo na catástrofe. Eu sou o primeiro dos reis, aquele que dominou as regiões do Eufrates, Aquele que salvou seus homens da desgraça, Aquele que estabeleceu suas regras na Babel em paz, aquele cujas obras agradam Isthar deusa do amor e da guerra, aquele que dirige os povos.
Eu sou o rei forte, o sol da Babel, Aquele que faz surgir a luz para o país de Sumer e Acade, O rei que traz obediência aos quatro cantos da terra, o protegido da deusa Ishtar, Quando o deus Marduk encarregou-me de fazer justiça aos povos, de ensinar o bom caminho ao país, eu estabeleci a verdade e o direito e promovi o bem-estar do povo. (BOUZON, Emanoel. O Código de Hamurábi. Petrópolis:Vozes,1986)

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário