O MALHO: CRÍTICA INTELIGENTE NA REPÚBLICA

Na capa de O Malho de 1º de maio de 1920, o gênio brasileiro da caricatura, J. Carlos, brinca com as comemorações do Descobrimento (naquela época, comemorava-se a data no dia 3 de maio). De Cabral aos nossos “papagaios” congressistas, uma crítica rimada de algumas mazelas nacionais:
“A nau descobre / A mensagem encobre / O Congresso e o cobre”.

Reações: